Logo

Artigos - Visualizando artigo

Professor Doutor Antonio de Loureiro Gil - “GESTÃO DE COACHING / MENTORING”

  • QUESTÃO:

 

“COACHING / MENTORING PESSOAL / INDIVIDUAL OU PROFISSIONAL É DEPENDENTE DE COACHING / MENTORING DE NEGÓCIOS / EMPRESARIAL (CARREIRA FUNCIONAL) NA PERSPECTIVA DO AMBIENTE (1) INTERNO (CULTURA ORGANIZACIONAL) E (2) EXTERNO (MOMENTO HISTÓRICO DA SOCIEDADE / MERCADO) ---- A INTERDEPENDÊNCIA DO ANSEIO / EXPECTATIVA PESSOAL COM O COMPORTAMENTO PROFISSIONAL COM A CULTURA ORGANIZACIONAL / FUNCIONAL E COM A NORMALIDADE OU A CRISE DO MERCADO / DA SOCIEDADE?”

 

A GESTÃO DE PESSOAS NO HORIZONTE “PASSADO / PRESENTE / FUTURO” ORGANIZACIONAL –

 

 

  • INTRODUÇÃO

 

AMBIENTE DE TRABALHO DO SÉCULO XXI.

 

O maior desafio da tomada de decisão organizacional, enfrentado pelos profissionais da área de gestão de pessoas, de empreendedores, de executivos e gestores das diversas áreas organizacionais ---- envolvidos com o  “desenvolver pessoas junto ao processo / produto dos negócios” ---- é criar meios (ferramentas; técnicas; práticas) para orientar os indivíduos / profissionais / chefias a esboçar “projeto de carreira funcional” compatível com competências, interesses e valores individuais (projeto de vida pessoal ou profissional) conciliados a objetivos, estratégias, projetos e necessidades das organizações privadas ou governamentais.

 

AS RESPONSABILIDADES DA GESTÃO DE PESSOAS NO SÉCULO XXI

 

Trabalhar “coaching(orientar e treinar via metodologia para o desenvolvimento humano) ou “mentoring” (tutoria / apadrinhamento – guia / mestre / conselheiro – com o uso de ferramentas de desenvolvimento profissional) ---- exercido na (1) visão pessoal / individual (mobilidade social) – visão pessoa física – para alcançar objetivos pessoais – momento qualitativo – e para cumprir metas pessoais – momento quantitativo – com ênfase á satisfação individual – estruturar “plano de ação pessoal / individual”, ou, exercido na (2) visão profissional (mobilidade organizacional) – visão pessoa jurídica – para alcançar objetivos funcionais com o galgar de novos patamares na carreira profissional – estruturar “plano de ação profissional”---- é o ápice da gestão de pessoas neste século XXI (o século da mudança) ---- cada pessoa / indivíduo como foco.

Trabalhar “coaching” ou “mentoring” na “visão organizacional / negócios / empresarial visa criar / estabelecer / fazer evoluir equipe de trabalho para novos patamares técnico – operacional do negócio privado ou governamental com o maximizar desempenho e o minimizar falhas dos processos / produtos organizacionais ---- o compromisso de empreendedores, executivos, gestores, chefias no estruturar “plano de ação carreira funcional” ---- cada organização / negócio como foco.

 

  • A LÓGICA E A PROVA DO ARGUMENTO.

 

A liderança nos negócios é marcada pela equipe de colaboradores existente a cada momento histórico organizacional ---- é comum identificar o “sobe e desce” dos empreendimentos á medida que grupos de executivos, gestores e profissionais especializados são aglutinados / reunidos ou desmanchados / desfeitos ---- ênfase á mudança na cultura organizacional.

A marca ou a imagem das entidades privadas ou públicas é o espelho do conjunto funcional / profissional vigente no horizonte “passado / presente / futuro” ---- é comum termos momentos de natureza “alcançou o topo e não considerou mais a concorrência, ou, não evoluiu”.

A inovação, o pioneirismo, a disputa acirrada é a marca deste século XXI ---- o “sobe e desce” individual / pessoal, funcional / profissional ou organizacional / empresarial como regra ---- mudança / mobilidade técnica operacional e, consequentemente, do processo / produto empresarial vige como entidade determinante do “ciclo de vida do negócio” como, também, do “ciclo de vida profissional”.

O alerta de mudança individual, profissional, funcional, organizacional levado ao extremo ---- o século da supremacia organizacional baseada na disponibilidade do conhecimento obtido, inclusive, com a Internet ---- sites; blogs; redes sociais (whatsapp).

 

MANAGING TOMORROW’S PEOPLE

 

A área / departamento de gestão de pessoas, como consultoria interna das entidades privadas ou governamentais, trabalha a gestão de “coaching” ou de “mentoring” com recursos humanos próprios ou de terceiros e com lastro em metodologia da gestão comungada e praticada por executivos, gestores, profissionais especializados, funcionários ---- a transparência e garantia do conselho administrativo e do conselho fiscal quanto á utilização da vertente “governança da qualidade da sustentabilidade” junto ao processo / produto dos negócios ---- a teoria da agência no foco.

A metodologia de “coaching” ou “mentoring” adotada deve ter sintonia / buscar integração com a metodologia da gestão organizacional praticada ---- a metodologia “CCM; DEQ; SWOT; BSC; PMBOK; BIN / MARCA PRÓPRIA” como paradigma para projetos de “coaching” ou de “mentoring” de sucesso.

No espectro central de toda e qualquer metodologia da gestão a vertente “cultura organizacional versus comportamento profissional” ganha destaque ---- metodologias, práticas e ferramentas de “coaching” ou de “mentoring” não podem prescindir de abordagem “cultural / comportamental” a qual deve ser praticada consoante os momentos “CCM – cross cultural management” (a gestão funcional e integrada de pessoas voltada ao horizonte “presente / futuro”) e “BIN / MARCA PRÓPRIA – balanço intelectual / certificado de expertise” (a gestão da meritocracia como fundamento para “coaching” e “mentoring”).

No horizonte “presente / futuro” tratar a variável “evento contingente; qualificar incerteza; quantificar risco” é imprescindível para exercício de “coaching” ou “mentoring” quando do desenvolver e operar:

1 – No âmbito pessoal:

1.1 – “Plano de ação individual”.

1.2 – “Plano de ação profissional”.

2 – No âmbito organizacional:

2.1 – “Plano de ação carreira funcional”.

A gestão de cada um desses planos de ação implica ter conhecimentos, aplicar ferramentas e possuir capacidade de exercer as funções administrativas “planejamento”, “execução”, “controle”, “auditoria” aplicadas a tecnologias para (1) “gestão do conhecimento” e (2) “gestão de indicadores / métricas” inerentes ás metodologias da gestão vencedoras no ambiente organizacional, do mercado e da sociedade do século XXI (O SÉCULO DA MUDANÇA)

A metodologia para gestão de negócios privados ou governamentais “CCM; DEQ; SWOT; BSC; PMBOK; BIN – MARCA PRÓPRIA” incorpora a lógica (visão “coaching” e visão “mentoring”) apresentada com frequente decisão precisa / certeira com o tratar no horizonte “presente / futuro” as vertentes:

1 – eventos organizacionais na perspectiva de falha versus desempenho com adoção de decisões e respectiva mensuração de natureza:

1.1 – visão desempenho – “FCS / AO / ID”.

1.2 – visão falha – “SPOF / MP / IF”.

2 – viagem virtual no espaço / tempo gestional / decisorial.

---- com exercício de retrocausalidade (PODE O QUE É PROVÁVEL NO FUTURO AFETAR O PRESENTE?) gestional.

3 - Alcance de cenários simulados.

Com a realização de engenharia reversa de resultados (DESMONTAR A OCORRÊNCIA DA DECISÃO VIABILIZA O ALCANCE DO CENÁRIO FUTURO?).

4 – ocorrência de “não localidade gestional / decisorial” (PODE DOIS EVENTOS DECISÓRIOS OU CONTINGENTES COMUNICAR ENTRE SI?).

 

  • OBSERVAÇÃO.

 

PARA MAIOR DISCUSSÃO DOS FUNDAMENTOS E CORRESPONDENTE LÓGICA ACIMA EXPLICITADA NO TOCANTE Á METODOLOGIA “CCM; DEQ; SWOT; BSC; PMBOK; BIN – MARCA PRÓPRIA” PRATICADA NA GESTÃO DE PESSOAS ---- FOCO EM “COACHING” OU “MENTORING” ---- LER O LIVRO “GESTÃO DE NEGÓCIOS: CONTROLE INTERNO; RISCO; AUDITORIA” (CAPÍTULOS 1; 2; 3) DA EDITORA SARAIVA E REFERENCIADO NA BIBLIOGRAFIA.

 

  • CONCLUSÃO.

 

O exercício da lógica “COACHING” e “MENTORING” por profissionais da área de gestão de negócios propicia a base para excelência no funcionamento do “processo decisório” organizacional.

A “governança da qualidade da sustentabilidade” é vertente decisiva para processos decisórios vencedores ---- os fundamentos e a lógica da metodologia “CCM; DEQ; SWOT; BSC; PMBOK; BIN-MARCA PRÓPRIA” como referencial para o desenvolvimento e operação de metodologias para tomada de decisão organizacional.

 

VOCÊ TEM CERTEZA QUE O PROCESSO / PRODUTO DECISÓRIO DE SEU NEGÓCIO É EFICAZ / DÁ RESULTADOS?

 

Dê um “banho” de cultura gerencial e tecnológica do século XXI aos profissionais de sua organização privada ou governamental ou para os alunos de seus cursos de pós-graduação ---- contrate o professor Loureiro Gil e equipe para explanar ou desenvolver as abordagens discorridas no presente mini artigo.

Incorporar nova lógica, práticas e tecnologias para a tomada de decisão é momento atual das organizações privadas e governos vencedoras neste século XXI.

A educação nos níveis de graduação, pós-graduação (extensão e especialização), mestrado acadêmico ou profissionalizante (MBA) ou de doutorado ---- nas faculdades e universidades privadas ou públicas, bem como, nas universidades corporativas ---- requer “coaching” e “mentoring” (1) como práticas essenciais a conteúdos acadêmicos e (2) a incorporar em negócios / organizações vencedoras no século XXI.

 

  • O PROFESSOR GIL E EQUIPE POSSUEM A COMPETÊNCIA, A QUALIDADE PROFISSIONAL E A ABORDAGEM TECNOLÓGICA PARA DESENVOLVER, EXPLICAR E APLICAR AS IDÉIAS DISCUTIDAS.

 

Pesquisas, consultoria, trabalhos acadêmicos, palestras, seminários, disciplinas de pós-graduação (especialização; MBA; mestrado acadêmico; doutorado) são de importância definitiva para trabalhar “coaching” e “mentoring” como conhecimento e prática definitiva nos processos decisórios.

 

4 – BIBLIOGRAFIA.

1 -- LIVRO “DESAFIO AOS DEUSES – A FASCINANTE HISTÓRIA DO RISCO”—AUTOR: PETER BERNSTEIN – (EDITORA CAMPUS) DO RIO DE JANEIRO – PRIMEIRA EDIÇÃO 1996 .

2 – LIVRO “GESTÃO: CONTROLE INTERNO, RISCO E AUDITORIA” – AUTORES: ANTONIO DE LOUREIRO GIL; CARLOS HIDEO ARIMA; WILSON TOSHIRO NAKAMURA – EDITORA SARAIVA DE SÀO PAULO – PRIMEIRA EDIÇÃO – MARÇO DE 2013.

3 – LIVRO: “CONTINGÊNCIAS EM NEGÓCIOS” – AUTOR: ANTONIO DE LOUREIRO GIL – EDITORA SARAIVA DE SÃO PAULO – PRIMEIRA EDIÇÃO DIGITAL – WWW.SARAIVAUNI.COM.BR -- 2012.

4 – LIVRO “BALANÇO INTELECTUAL” – AUTORES: ANTONIO DE LOUREIRO GIL; JOSÉ CARLOS ARNOSTI – EDITORA SARAIVA DE SÀO PAULO – PRIMEIRA EDIÇÀO 2010 E EDIÇÃO DIGITAL -- 2012.

5 – LIVRO “SISTEMAS DE INFORMAÇÕES CONTÁBEIS”—AUTORES: ANTONIO DE LOUREIRO GIL; CESAR AUGUSTO BIANCOLINO; TIAGO NASCIMENTO BORGES – EDITORA SARAIVA SÃO PAULO – PRIMEIRA EDIÇÃO 2011.

6 – LIVRO “GESTÃO DA QUALIDADE EMPRESARIAL” – AUTOR ANTONIO DE LOUREIRO GIL – PUBLICAÇÕES EUROPA – AMÉRICA DE LISBOA PORTUGAL – PRIMEIRA EDIÇÃO 2010 – Á VENDA NA LIVRARIA CULTURA ESQUINA DE AVENIDA PAULISTA COM A RUA AUGUSTA (SÃO PAULO – BRASIL).

7 – LIVRO “GESTÃO DE TRIBUTOS NA EMPRESA MODERNA” – AUTORES: ANTONIO DE LOUREIRO GIL; PAULO ROBERTO GALVÃO; FLÁVIO FERNANDES PACETTA; JOÃO ANTONIO PIZZO; JOSÉ EDUARDO MOGE; ROGÉRIO LEITE – EDITORA SENAC – SP – PRIMEIRA EDIÇÃO 2011.

8 -- LIVRO “MICRO EMPRESA: GESTÃO INOVADORA E DIREITO”—ARTIGO / CAPÍTULO “INOVAÇÃO E RISCO: O AMBIENTE DA GESTÃO DA MICRO E DA PEQUENA EMPRESA NO SÉCULO XXI” – AUTOR: ANTONIO DE LOUREIRO GIL – EDITORA ÁGORA-RJ -- PRIMEIRA EDIÇÃO 2015.

9 – LIVRO “AUDITORIA DA GESTÃO E DA OPERAÇÃO DO NEGÓCIO COM TI” – AUTORES: ANTONIO DE LOUREIRO GIL; CARLOS HIDEO ARIMA ---- EDITORA SARAIVA EDUCACIONAL ---- PRIMEIRA EDIÇÃO 2016.

10 – LIVRO “GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL DE ALTO DESEMPENHO” – AUTORES: ANTONIO DE LOUREIRO GIL; PAULO ROBERTO GALVÃO; ROBERTO DE OLIVEIRA JUNIOR ---- EDITORA JURUÁ-PR ---- PRIMEIRA EDIÇÃO 2016.

 

 

 


Voltar


Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.